Um pouco de mim

Meus melhores pensamentos Ι minhas idiossincrasias Ι um pouco de mim.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Saúdo: Eu e a Yoga


Depois de 4 anos volto a fazer práticas de Yoga, essa mesma yoga que havia me salvado de vicíos como cigarros, crises de TPM e estress; ontem foi minha 3ª  prática e tudo pareçe fluir melhor...harmonizando o corpo e mente...tomando consciência de mim e respeitando as limitações exigidas.
Um exercício para minha mente, minha alma e meu corpo ainda fica agradecido.

"O AUTOCONHECIMENTO É IMPOSSÍVEL SE NÃO FORMOS ALÉM DA NOSSA EXISTÊNCIA SUPERFICIAL, QUE É MERO RESULTADO DE EXPERIÊNCIAS EXTERIORES SELECIONADAS PELA MEMÓRIA, UMA REPRESENTAÇÃO INEXATA OU UMA TRADUÇÃO APRESSADA, INCOMPETENTE E FRAGMENTÁRIA DE UMA PEQUENA PARTE DO NOSSO GRANDE SER - PRECISAMOS IR ALÉM DISSO E LANÇAR A NOSSA SONDA BEM FUNDO NO INCONSCIENTE, PRECISAMOS ABRIR-NOS AO SUPERCONSCIENTE PARA CONHECER A RELAÇÃO QUE EXISTE ENTRE ESSAS COISAS E O NOSSO SER SUPERFICIAL. PORQUE É ENTRE ESSAS TRÊS COISAS QUE A NOSSA EXISTÊNCIA SE MOVIMENTA, E É NELAS QUE ENCONTRA A SUA TOTALIDADE." - SRI AUROBINDO


"O QUE FOR A PROFUNDEZA DO TEU SER, ASSIM SERÁ TEU DESEJO. O QUE FOR O TEU DESEJO, ASSIM SERÁ TUA VONTADE. O QUE FOR A TUA VONTADE, ASSIM SERÃO TEUS ATOS. O QUE FOREM TEUS ATOS, ASSIM SERÁ TEU DESTINO."
(BRHAD ARANYAKA UPANISHAD)


"O YOGA É COMO A MÚSICA: O RITMO DO CORPO, A MELODIA DA MENTE E A HARMONIA DA ALMA CRIAM A SINFONIA DA VIDA. "
B.K.S. IYENGAR .




segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Salve a capoeira!!


Esse meu menino tem ginga ele agora é da capoeira, da várzea do capibaribe, com o mestre  Betão, no projeto da Prefeitura do Recife, através da Sec. de Educação Esporte e lazer, com o programa Círculos Populares de Esporte e Lazer, fazendo valer a garantia do direito básico de todo cidadão.

Tem um tempo que venho tentando encontrar, uma forma de convencer meu filho a participar de alguma atividade física e atrelado a isso um envolvimento sociocultural, então busquei a escola de circo e ele desistiu, jogar futebol? nem na quadra entrou, na escola de Arte no Teatro, a primeira peça, ele ficou irritado e pediu pra sair, porque se negava a fazer um cachorro falante; o interesse era apenas, computador x jogos OnLine, play2 e DVD, um menino totalmente eletrônico, sem vida social e começando a ganhar alguns quilinhos.

Aproveitando a deixa da escola, que organizou uma feira de conhecimento onde um  dos temas trabalhados foi a capoeira, ele chegou todo empolgado falando e contando histórias fazendo alguns passos, não perdi um só tempo fui logo, falando pra ele da capoeira e perguntando se ele não gostaria de participar; e para minha grande surpresa aceitou de imediato; não perdi tempo na mesma semana, corri pra comprar um abadá e com sorte foi logo, herdando o abadá do filho de um amigo, marquei tudo pra chegar cedo do trabalho e acompanha-lo nesse nova etapa que vai ser nas nossas vidas.

Como Mãe consciente e preocupada com a saúde física e mental do meu único filho, já senti nele uma melhora significativa, já fazia algum tempo que não o via mais interessado em brincar com os bonecos e bichinhos, passear no parquinho, tudo isso esse final de semana ele fez, inclusive de brincar com a meninada na praça, a capoeira vai salvar meu filho.

Salve a capoeira, salve betão, salve a rapaziada da várzea do capibaribe, salve a saúde fisica e mental, salve a iniciativa e ao programa. (CPEL)...Salveee..Salveee, celebrar o final desse ano com um grande salve...salve a vida!


terça-feira, 16 de novembro de 2010

Pedido ao Santo Errado


                                                                  










                                      x



Não basta rezar, tem que saber pra quem reza e o que deseja, existe santo pra tudo, cada um com sua especificidade, no meu feriado caseiro, o que mais desejei foi ter minha casa, minha vida, bem longe dos bombardeios de música religiosa dos meus vizinhos de Deus.

Organizando a bagunça do meu quarto encontro um santinho que não era mais da minha candidata, fui logo chamando de São Benedito, não demorei muito e pedi que ele me ajudasse a comprar minha casa nesse ano que entra bem longe daqui, pensando eu, que estava pedindo para o tal santo expedito o santo das causas urgentes, algo raro  aconteceu porque nunca faço pedido a santo nem a santa; foi um impulso olhei no papelzinho que tinha Expedito e pedi ao Benedito fiz o pedido ao santo errado, nem sabia qual era sua especialidade.

Pra falar a verdade não conheço nada de santo e nem de santa, sei que o expedito é os da causa urgente e impossíveis, porque ele é os dos santos mais famosos, do mundo dos santos e sei que tem santa até com meu nome Santa Paula, depois vou pesquisar qual a graça dela.

Pesquisando sobre o São Benedito, descubro que ele é meu irmão de cor, então bem que os dois santos poderiam juntos, esquecer esse mal entendido e  me darem essa forcinha ao meu pedido, como pagamento pra não ficar devendo nada, faria mil santinho de cada um e distribuiria na festa do Morro da conceição. Será que paga? Promessa é divida.


segunda-feira, 8 de novembro de 2010

MADAME TUTLI-PUTLI



Mudanças.

Esses fantasmas que estão no subconsciente, devem ser deixados para trás assim como toda energia estáticas das "coisas" bens materias...de outras lembranças vividas, principalmente quando a experiência é negativa.

O medo ...as vezes nos leva a certas loucuras, vencê-los é uma tarefa possivel...a liberdade está dentro de cada um de nós, depende de cada um fazer as mudanças necessárias para aquilo ou aquela situação que nos incomoda. ou nos atormenta.


Viver simplesmente de forma leve e tranquila é uma filosofia de vida, as escolhas, essas sim são as mais importante para aquilo que nos transformaremos. 


Simplesmente demais, bate lá bem fundo!!!



sábado, 30 de outubro de 2010

Entrevista Clarice Lispector - Parte 1

Caótica e Intensa..

Maravilhosa essa entrevista que compartilho
com vocês, é simplesmente encantadora ..direta, clara e objetiva.

Ela só está triste porque está cansada, mas em geral ela é alegre.


sábado, 16 de outubro de 2010

Meu Filho, minha Vida.


Momentos como esse não tem preço. 

O tempo que passo fora de casa, diante os compromissos assumidos, as vezes são angustiantes, pelo fato que tudo poderia ser mais simples, leve e mais fácil; aconteçe que pareçe que tem  um time de pessoas, mal resolvidas em todos os sentidos, que torcem para que tudo saia errado, sendo do mesmo time; não entendo muito de futebol, aconteçe que sei que para o time vença, tem que trabalhar em parceria...Bom pelos menos isso é um principio de equipe, empresa, cooperativas, time e grupos organizados.

Não que você  queira ser aquela pessoa que faça o gol "como chama mesmo"...kkkk pode acreditar não sei..eitaaa, acaba de chegar do treino, meu sobrinho jogador infantil e me falou, que chamas-se ATACANTE; bom, isso menos importa, o que quero dizer, é que se jogam a bola pra você, ora...a idéia é chutar seja para o outro ao seu lado ou pra frente e não esperar, para consultar o técnico qual é o melhor anglo para ser lançada.

Sou igualzinha a minha maezinha, que está com 59 anos e sempre lutou, fazendo sua parte sem esperar que do céu caísse a salvação para seus problemas; como Já dizia o nosso grande Mario Quintana "O pior dos nossos problemas, é que ninguém tem nada haver com isso". outra grandiosa frase é de  Chico Science "Os problemas são problemas demais, senão correr atrás da maneira certa de solucionar". Essas duas frases dariam uma longa analise, mas quero apenas dizer...vamos cada um fazer sua parte  e respeitar a do outro numa relação suplementar e não deixar para o outro fazer e resolver, numa relação de complementação... seja no trabalho, na familia, amigos e com amores.

Quero ter bons momentos por onde passar, porque levarei para toda a minha vida....como esse lindo momento, que estava com meu filho amado....nossa como é bom...e quando estamos juntos tudo fica azul, doce, leve...e simples..muito simples...mesmo jogando o jogo mais dificil do mundo, que ele insiste que jogue e eu  ñ consigo sair do 1º estágio. aaffeee!!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Da..De..Di..Do..Duchamp..dada


Quem foi 

Marcel Duchamp foi um importante pintor e escultor francês. Nasceu em 28 de julho de 1887 na cidade francesa de Blainville-Crevon e faleceu em 2 de outubro de 1968, na cidade de Nova Iorque. É um dos grandes representantes do movimento artístico conhecido como dadaísmo.

Principais características do estilo artístico de Duchamp

- Fez várias experimentações artísticas.
- Criou o ready-made, rompendo com o cartesianismo e introduzindo objetos da vida cotidiana no campo das artes plásticas.
- Embora seja considerado um artista dadaísta, trabalhou com vários conceitos artísticos do impressionismo, cubismo e expressionismo.
- Introduziu aspectos intelectuais em suas obras de arte.




Le Grand Verre
(1915)



Mona lisa (1919)

(Pintura de uma reprodução Barata mona lisa, com bigode e a inscrição L.H.O.O.Q que significa: "Ela tem um rabo quente"


Fonte (1917)

A escultura foi rejeitada pelo júri, uma vez que, na avaliação deste, não havia nela nenhum sinal de labor artístico. Com efeito, trata-se de um urinol comum, branco e esmaltado, comprado numa loja de construção e assim mesmo enviado ao júri; entretanto, a despeito do gesto iconoclasta de Duchamp, há quem veja nas formas do urinol uma semelhança com as formas femininas, de modo que se pode ensaiar uma explicação psicanalítica, quando se tem em mente o membro masculino lançando urina sobre a forma feminina. (Fonte: Wikipédia)



Dianne Reeves - You go to my head

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

O Pequeno Príncipe - Filme (Parte 1 de 9)

O Pequeno Príncipe - Filme (Parte 2 de 9)

O Pequeno Príncipe - Filme (Parte 3 de 9)

O Pequeno Príncipe - Filme (Parte 4 de 9)

O Pequeno Príncipe - Filme (Parte 5 de 9)

O Pequeno Príncipe - Filme (Parte 6 de 9)

O Pequeno Príncipe - Filme (Parte 7 de 9)

O Pequeno Príncipe - Filme (Parte 8 de 9)

O Pequeno Príncipe - Filme (Parte 9 de 9)

segunda-feira, 27 de setembro de 2010




Dar não é Fazer Amor

Dar é dar.
Fazer amor é lindo,
é sublime,
é encantador,
é esplêndido,
mas dar é bom pra cacete.

Dar é aquela coisa
que alguém te puxa os cabelos da nuca,
te chama de nomes que eu não escreveria,
não te vira com delicadeza,
não sente vergonha de ritmos animais.

Dar é bom.
Melhor do que dar, só dar por dar.

Dar sem querer casar,
sem querer apresentar pra mãe,
sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.

Dar porque
o cara te esquenta a coluna vertebral,
te amolece o gingado, te molha o instinto.

Dar porque
a vida de uma publicitária em começo de carreira
é estressante, e dar relaxa.

Dar porque
se você não der para ele hoje,
vai dar amanhã, ou depois de amanhã.

Dar sem esperar ouvir promessas,
sem esperar ouvir carinhos,
sem esperar ouvir futuro.

Dar é bom, na hora.
Durante um mês.
Para as mais desavisadas, talvez anos.
Mas dar é dar demais e ficar vazia.

Dar é não ganhar.
É não ganhar
um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.
É não ganhar uma mão no ombro
quando o caos da cidade parece querer te abduzir.
É não ter alguém pra querer casar,
para apresentar pra mãe,
pra dar o primeiro abraço de Ano Novo e pra falar:
"Que cê acha amor?".

Dar é inevitável,
dê mesmo, dê sempre, dê muito.
Mas dê mais ainda,
muito mais do que qualquer coisa,
uma chance ao amor, esse sim é o maior tesão.
Esse sim relaxa,
cura o mau humor,
ameniza todas as crises e faz você flutuar
o suficiente pra nem perceber as catarradas na rua.

Se você for chata, suas amigas perdoam.
Se você for brava, suas amigas perdoam.
Até se você for magra, as suas amigas perdoam.
Mas... experimente ser amada." 

Um pouco de  Luís Fernando Veríssimo.

sábado, 25 de setembro de 2010

Surreal demais!!


Esse Trabalho é do talentoso fotógrafo  sueco  Erik Johansson












Um pouco da poesia de Elisa Lucinda.

Da chegada do amor



"Sempre quis um amor
que falasse
que soubesse o que sentisse.
Sempre quis uma amor que elaborasse
Que quando dormisse
ressonasse confiança
no sopro do sono
e trouxesse beijo
no clarão da amanhecice.



Sempre quis um amor
que coubesse no que me disse.
Sempre quis uma meninice
entre menino e senhor
uma cachorrice
onde tanto pudesse a sem-vergonhice
do macho
quanto a sabedoria do sabedor.



Sempre quis um amor cujo
BOM DIA!
morasse na eternidade de encadear os tempos:
passado presente futuro
coisa da mesma embocadura
sabor da mesma golada.
Sempre quis um amor de goleadas
cuja rede complexa
do pano de fundo dos seres
não assustasse.
Sempre quis um amor
que não se incomodasse
quando a poesia da cama me levasse.
Sempre quis uma amor
que não se chateasse
diante das diferenças.



Agora, diante da encomenda
metade de mim rasga afoita
o embrulho
e a outra metade é o
futuro de saber o segredo
que enrola o laço,
é observar
o desenho
do invólucro e compará-lo
com a calma da alma
o seu conteúdo.


Contudo
sempre quis um amor
que me coubesse futuro
e me alternasse em menina e adulto
que ora eu fosse o fácil, o sério
e ora um doce mistério
que ora eu fosse medo-asneira
e ora eu fosse brincadeira
ultra-sonografia do furor,
sempre quis um amor
que sem tensa-corrida-de ocorresse.


Sempre quis um amor
que acontecesse
sem esforço
sem medo da inspiração
por ele acabar.
Sempre quis um amor
de abafar,
(não o caso)
mas cuja demora de ocaso
estivesse imensamente
nas nossas mãos.
Sem senãos.
Sempre quis um amor
com definição de quero
sem o lero-lero da falsa sedução.


Eu sempre disse não
à constituição dos séculos
que diz que o "garantido" amor
é a sua negação.
Sempre quis um amor
que gozasse
e que pouco antes
de chegar a esse céu
se anunciasse.



Sempre quis um amor
que vivesse a felicidade
sem reclamar dela ou disso.
Sempre quis um amor não omisso
e que sua estórias me contasse.
Ah, eu sempre quis um amor que amasse".



Elisa Lucinda da série "Machomachuca"

sábado, 18 de setembro de 2010

"AMAR É MUDAR A ALMA DE CASA"

"Amar é mudar a alma de casa",
é ter no outro, nosso pensamento.
Amar é ter coração que abrasa,
amar, é ter na vida um acalento.

Amar é ter alegria que extravasa,
amar é sentir-se no firmamento.
"Amar é mudar a alma de casa",
é ter no outro, nosso pensamento.

Amar, é aquilo que embasa,
é ter comprometimento.
Amar é, voar sem asa,
e porque amar é acolhimento,
* "amar é mudar a alma de casa"


(Mário Quintana, in: Apontamentamentos de História Sobrenatural)."

sábado, 21 de agosto de 2010

Filho passando de estágio

Meu filhosófo nesses dias passará de estágio, assim filosofou há um ano atrás quando completava 8 anos:"Mãe sabia que a nossa vida é igual a um jogo, quando completamos ano, passamos por um estágio"

No dia 25 ele passará para o estágio 0.9, muito bacana essa idade seus interesses, escolhas e opiniões são engraçados; como todo menino nessa idade dele gosta de play2, filmes em dvd, jogos on-line, interage virtualmente no msn e orkut sob minha vigilância claro; de passeios curte ir a cinema, game station, livraria, piscinas e ainda encontra tempo para ler, também vespertino como ele é.

Agora tem coisa que muitas crianças gostam, que ele é avesso como: esportes, praia, recreio na escola, festas de: aniversário,carnaval, final de ano e festinha da escola.

Agora ele deu para cantar para mim, sempre tem uma música nova, todas muito melosa e com rima..kkkk...vou presenteá-lo com um violão para ele colocar melodia nas letras, aguçar os ouvidos dele para a música.

Ele é meu companheiro, está sempre solidário e disponível em ajudar, me faz rir, chorar, meu bem complementar, minha razão a chegada dele na minha vida, fez de mim uma pessoa melhor.

" Que prazer mais egoísta o é cuidar de um outro ser, mesmo se dando mais do que se tem pra receber"








quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Idiossincrasias Balzaquianas

Esse blog foi criado para levar um papo sério e nem tão sério assim, comigo mesma e com aqueles que me seguirem, postarei minhas idiossincrasias.

Um papo virtual desse mundo tão real ou é irracional? Bom, filosofar faz bem a mente e ao coração.

Sds